NexB | Adesão às fintechs aumenta e mercado de crédito ganha novos aspectos | M&A - Fusões e Aquisições, Consultoria Empresarial e Serviços Financeiros

Adesão às fintechs aumenta e mercado de crédito ganha novos aspectos

Adesão às fintechs aumenta e mercado de crédito ganha novos aspectos

Adesão às fintechs aumenta e mercado de crédito ganha novos aspectos

Empreendedores de diversos segmentos do mercado estão aderindo a um modelo diferenciado de negócios em busca de soluções para as transações financeiras de suas empresas, as fintechs.

Empresas que operam exclusivamente em plataforma digital e oferecem produtos e serviços mais dinâmicos em relação aos trazidos pelos bancos tradicionais.

Isso fez com que nos últimos anos as fintechs iniciassem o processo de escala no mercado de crédito por meio de acesso digital.

O novo cenário trazido pela pandemia impulsionou o setor com a digitalização de bancos e a dificuldade de acesso a crédito por parte das pequenas e médias empresas.

A facilidade de acesso à internet e o crescimento do uso de smartphones também foi decisivo para que houvesse mais integração ao formato digital.

As fintechs oferecem uma série de serviços do mercado financeiro, antes encontrados apenas nos bancos tradicionais, muitas vezes, cercados de burocracias.

Os principais são conta digital, empréstimos, cartões, microsseguros, negociação de dívidas, soluções em pagamentos e recebimentos para empresas e gestão financeira e de benefícios.

Basicamente, as fintechs são empresas caracterizadas pelo foco na tecnologia, menor burocracia, menos produtos, porém mais específicos, e soluções inéditas aos clientes.

Com todas essas características, as fintechs já transformaram o mercado financeiro e cada vez mais clientes tem migrado para as plataformas.

Segurança, praticidade e baixos custos sãos os principais diferenciais

Mesmo com as vantagens da fintech é normal que ainda hajam questionamentos, especialmente com relação à segurança das operações feitas por meio da plataforma.

Zuleika Rastelli, diretora da NexB, faz uma avaliação bastante positiva quanto à questão e analisa os aspectos favoráveis ao sistema digital.

“A tecnologia oferece cada vez mais segurança nas transações. O Bacen apresenta um papel importante no avanço das regulações, normativas e fiscalização dessas operações”, afirma.

Para Zuleika, a questão das taxas praticadas são outro grande atrativo para empresas que buscam baixar os custos operacionais dos negócios.

Ela vê como salutar a concorrência que se cria no mercado financeiro a partir da maior oferta de serviços aos empreendedores.

“É uma opção atraente devidos aos baixos custos em relação aos grandes players do mercado financeiro tradicional e isso impulsiona a concorrência no mercado financeiro”.

A diretora crê que, como toda startup, as fintechs ainda têm que se consolidar, mas que já são uma realidade no mercado financeiro.

Ela dá exemplo do Nubank, que acumulou prejuízo de R$ 200 mi em 2020, mas despertou atratividade do mercado internacional e recebeu um investimento bilionário.

“Claro que como na maioria startups, haverá uma acomodação natural do mercado por ofertas, mas sem dúvida é um segmento que cresce exponencialmente”, finaliza.